Skip to content

Cenpec apresenta estudo ao CEE-SP que contraria lógica meritocrática na gestão do ensino

julho 7, 2011

Em sessão do Conselho Estadual de Educação de São Paulo realizada em 29 de junho, foi apresentada a pesquisa Educação em territórios de alta vulnerabilidade social na metrópole, realizada pelo Cenpec em escolas de São Miguel Paulista, bairro da Capital Paulista com índices de alta vulnerabilidade social. A sessão contou com a presença do atual secretário de Educação de São Paulo, Herman Voorwald, que ressaltou a importância das questões colocadas.

Dentre elas, destaca-se a existência de um impacto da vulnerabilidade social do território onde a escola se localiza nas oportunidades educacionais oferecidas aos estudantes, o que se dá por diferentes processos. Dentre eles, é possível destacar uma relação que se estabelece entre escolas situadas em uma mesma região. Há unidades de ensino melhor localizadas que exteriorizam problemas, pela restrição ao acesso a estudantes com mais dificuldades e por ter melhor estrutura para garantir a permanência do corpo docente, por exemplo. Mas tais escolas dependem de outras que decantam os problemas exteriorizados, que os concentram. “O bom funcionamento de uma depende da existência de outra que recebe os problemas”, afirma o pesquisador Maurício Érnica. Isso faz com que um mesmo professor tenha desempenhos distintos em unidades distintas.

No entanto, questionado pelo Observatório da Educação sobre a possibilidade de se desenvolver mecanismos justos de aferição de mérito em contextos em que a vulnerabilidade social tem relação direta com a gestão escolar, Voorwald afirmou que isso está sendo trabalhado pela secretaria, e que “o esforço escolar, ou seja, da vulnerabilidade, será embutido no modelo do bônus. Essa é a novidade que acrescentaremos à política do bônus”.

Para Érnica, também entrevistado pelo Observatório, “o mesmo professor pode desempenhar seu trabalho de modo muito diferente conforme a escola em que atua. O que propomos é que o desempenho seja visto levando-se em conta essas condições. Mas passa a ser difícil avaliar o professor”. Ele afirma não rejeitar por princípio a discussão de mérito, mas reitera que a centralidade da discussão sobre política educacional deve estar nas condições para que as escolas atendam da melhor forma os alunos e, que professores possam nelas ficar e desenvolver seu trabalho.

A pesquisa é uma iniciativa da Fundação Tide Setubal, em parceria com a Fundação Itaú Social e Unicef, e realizada pelo Cenpec.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Carlos Henrique Tretel permalink
    julho 9, 2011 2:54 am

    Não entendi desse texto o seguinte trecho “Há unidades de ensino melhor localizadas que exteriorizam problemas, pela restrição ao acesso a estudantes com mais dificuldades e por ter melhor estrutura para garantir a permanência do corpo docente, por exemplo. Mas tais escolas dependem de outras que decantam os problemas exteriorizados, que os concentram. “O bom funcionamento de uma depende da existência de outra que recebe os problemas”. Como assim? Exteriorizam problemas? Por ter melhor estrutura para garantir a permanência do corpo docente? Mas melhor estrutura não é um problema, não é mesmo? Não entendi, francamente. Ficou meio confuso esse trecho. O que devemos entender por problemas? Alguém poderia explicar?

    • julho 18, 2011 5:34 am

      Prezado Carlos Henrique,
      a pesquisa trata da relação entre escolas de um mesmo território e aponta que as com melhor infraestrutura e condições exteriorizam problemas, ou seja, não matriculam alunos com mais dificuldades, por exemplo. Estes são matriculados por escolas que “decantam” os problemas, ou seja, recebem os problemas exteriorizados pelas escolas em melhores condições. De qualquer forma, a pesquisa completa pode ser acessada aqui, e nela há melhor detalhamento dessa dinâmica.

      Muito obrigado pela atenção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: