Skip to content

Secretária dos direitos da pessoa com deficiência participa de sessão do Conselho Estadual de Educação de SP

setembro 12, 2011

A última reunião do Conselho Estadual de Educação de São Paulo (CEE-SP), realizada em 31/8, contou com a participação, em sessão extraordinária, da profa. Linamara Rizzo Battistella, secretária estadual dos direitos da pessoa com deficiência, para falar sobre desafios da educação inclusiva. Em sua explanação, ela se opôs a uma decisão judicial que obriga a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE) a garantir a contratação de cuidadores para as escolas. “Cabe às Unidades Básicas de Saúde dar o apoio que a escola precisa”, defende Linamara.

O tema foi debatido nas sessões de abril deste ano, quando houve deliberação sobre uma ação movida pelo Ministério Público contra a SEE para dar atendimento a pessoas com deficiência nas escolas pela contratação de cuidadores. A SEE propôs ao Conselho a aprovação de um decreto que a autoriza celebrar convênios para oferecer o atendimento nas escolas.

A pauta foi polêmica por chegar ao CEE com pedido de urgência e relevância, sem tempo hábil para debate, e pelo questionamento da possibilidade de contratação de pessoal mediante convênio. “Convênio é para prestação de serviço, não para contratação de pessoas”, afirmou na ocasião o conselheiro Arthur Fonseca Filho. No entanto, dada a possibilidade de multa em caso de descumprimento da determinação judicial, os conselheiros optaram por aprovar a celebração do convênio.

Além de abordar este assunto, Linamara reforçou a necessidade de se entender melhor o que são pessoas com deficiência e de se investir na formação do professorado. “É preciso pensar a educação inclusiva como política sistêmica, que permita concretizar a igualdade de oportunidades dos alunos com deficiência”. Nesse sentido, destacou que a educação inclusiva deve estar presente no Projeto Político Pedagógico das escolas.

A secretária também criticou a falta de apoio da SEE no desenvolvimento de um portal na Internet com conteúdos pedagógicos acessíveis, bem como a política estadual de transporte escolar. “Fiquei constrangida ao saber da compra de 600 ônibus escolares sem acessibilidade”. Além de secretária de Estado, Linamara é diretora do Instituto de Medicina de Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (IMREA).

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: