Skip to content

Começamos o ano com déficit de R$ 1,4 bilhão, afirma Secretário Municipal de Educação de São Paulo

abril 14, 2014

P1060165

Inaugurando a série de seminários programados pelo Conselho Municipal de Educação de São Paulo (CME-SP) para 2014, o Secretário de Educação da cidade, César Callegari, realizou apresentação sobre o programa Mais Educação São Paulo. Entre os desafios para implantação do programa, o secretário destacou, no último dia 10 de abril, a dificuldade financeira de sua secretaria e a necessidade de mais recursos. “Nós estamos vivendo um momento muito difícil no financiamento das políticas públicas de São Paulo. Esse ano nós tivemos o orçamento da educação com um déficit original de aproximadamente R$ 1,4 bilhão de reais. Uma coisa muito grave”, afirmou.

Desde o início do atual ano letivo, a Secretaria Municipal de Educação (SME) colocou em prática mudanças na rede de ensino da capital paulista. Entre elas, foi implementada a reorganização das séries do ensino fundamental para três ciclos (o de alfabetização, o interdisciplinar e o autoral) e o aumento da possibilidade de reprovação (nos 3º, 6º, 7º, 8º e 9º anos).

Em sua exposição, Callegari apresentou medidas para os cinco eixos que devem orientar as ações do programa: infraestrutura, currículo e qualidade educacional, avaliação, formação de educadores e gestão pedagógica. O secretário defendeu o que chamou de propostas inovadoras e ousadas para a rede municipal de ensino: “não tenho dúvidas de que em cinco anos todas as cidades do estado, como a rede estadual já fez, vai utilizar o modelo da cidade de São Paulo como referência”.

Entre os pontos ressaltados, o secretário destacou a construção de 243 unidades de educação infantil de zero a três anos, com o fornecimento de 53 mil novas vagas, a nova divisão do ensino fundamental em três ciclos, a instituição dos boletins com o registro do desempenho dos alunos para suas famílias, a formação continuada para docentes em unidades da Universidade Aberta do Brasil e a articulação de um sistema de gestão pedagógica.

Quanto à atuação do conselho, Callegari explicitou a expectativa de o órgão colaborar com a construção do Plano de Educação da cidade e com a criação de normas de maneira criativa e que vá além dos projetos do atual governo.

 

Seminários

Até o mês de setembro, o CME-SP prevê a realização de seminários quinzenais que devem abordar os seguintes temas: formação inicial em pedagogia, licenciatura e bacharelado, recrutamento de professores, educação infantil, educação especial, educação de jovens e adultos e o uso do resultado de avaliações externas. As reuniões do conselho são realizadas nas quintas-feiras, às 15h, na Rua Taboão nº 10 – Sumaré – São Paulo – SP.

 

Foto: Presidente do CME-SP, João Gualberto de Carvalho Meneses, e secretário municipal de educação de São Paulo, César Callegari.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: