Skip to content

Conselho Municipal de Educação de Piracicaba destaca participação de conselheiros na elaboração do Plano Municipal

dezembro 4, 2014

A última reunião do Conselho Municipal de Educação de Piracicaba, realizada em 13 de novembro, conforme relato de Carlos Henrique Tretel, colaborador na cidade do De Olho nos Conselhos, foi marcada pelo relato dos representantes da Comissão Geral Coordenadora do Plano Municipal de Educação da cidade, sobre sua participação no processo de elaboração do Plano.

De acordo com Carlos, no 24º Encontro Nacional da União Nacional dos Conselheiros Municipais de Educação (UNCME), ocorrido em Manaus, de 05 a 07 de novembro, do qual a conselheira Renata Fedrigo do CME/Piracicaba participou, conselheiros participantes concluíram que a presença de conselheiros municipais de educação nas equipes coordenadoras responsáveis pela elaboração ou adequação dos planos de educação deve ser estimulada e que seu envolvimento nos debates qualifica os resultados a serem alcançados nos estados e municípios.

Veja o relato completo enviado por Carlos Henrique Tretel

Confira pedido de acesso à informação postado no SIC, em 28.11.2014, endereçado à Procuradoria Geral do Município – citado no relato completo

Anúncios
10 Comentários leave one →
  1. Carlos Henrique Tretel permalink
    dezembro 9, 2014 12:00 am

    Em virtude da recente realização do 13º Congresso Internacional das Cidades Educadoras, http://iaec2014.bcn.cat/es/ , resolvi navegar um pouco pelos sites das cidades brasileiras participantes da iniciativa, subscritoras também (necessário se faz dizer) da declaração final do evento realizado em Barcelona, http://iaec2014.bcn.cat/wp-content/uploads/2014/11/Declaraci%C3%B3n-Congreso-2014.pdf
    Antes de mais nada, notadamente se você, caro colaborador do De Olho nos Conselhos, desconheça o que vem a ser uma cidade educadora, recomendo o vídeo disponível em https://www.youtube.com/watch?v=qySZwtTosp8 , excelente (e breve) produção de cunho didático.
    Quanto ao que produzem hoje as cidades educadoras, foco de interesse desses meus últimos dias sobre o qual gravitarão minhas próximas mensagens, compartilho agora o que achei de interessante em Sorocaba-SP, http://www.sorocaba.sp.gov.br/eixos-estrategicos/cidade-humana-e-educadora ,
    Por ora, chama-me a atenção a existência por lá de um Plano Municipal Decenal de Atendimento Socioeducativo, file:///C:/Documents%20and%20Settings/Carlos/Meus%20documentos/Downloads/planomunicipaldeatendimentosocioeducativo%20(1).pdf , porque costuramos no momento o Plano Municipal de Educação de Piracicaba (PME) e talvez seja interessante que aproveitemos o momento para planejarmos também o atendimento socioeducativo. O que você acha, caro colaborador?
    Aliás, se me permite, o que o senhor acha, enquanto nosso representante, da sociedade civil, na elaboração do PME de Piracicaba, professor Ely Éser?
    Se não vislumbrei em Sorocaba movimento semelhante ao verificado aqui em Piracicaba para elaboração do PME, não vislumbro por aqui movimento semelhante ao de lá que culminou com o Plano Municipal Decenal de Atendimento Socioeducativo. Os dois planejamentos, no entanto, me parecem importantes. Talvez um PME que contemple o planejamento para o atendimento socioeducativo seja suficiente. E na sua opinião, professor?
    Por fim, e até porque recentemente o senhor, professor Ely Éser, entrevistou pela TV Unimep lideranças da E.E.Jardim Gilda, uma das experiências de escola de tempo e de educação integral desenvolvidas aqui em Piracicaba, compartilho ainda uma iniciativa interessante que identifiquei em Sorocaba sobre esse assunto, resolução que institui por lá o Programa Escola Viva – Educação Integral em Tempo Integral, http://educacao.sorocaba.sp.gov.br/wp-content/uploads/2014/10/Resolucao35_01-10-2014.pdf .
    Acho, se me permite por fim, professor, que a página do Conselho de Educação de Piracicaba no Portal dos Conselhos bem que poderia comportar todas as resoluções locais que porventura versem sobre educação (integral) em tempo integral de maneira que fique mais fácil o monitoramento da realização ao longo do tempo da meta 6 do Plano Nacional de Educação, a que determina que até 2014 ofereçamos escola de tempo (e de educação) integral em 50% de nossas escolas públicas. Sabemos que para o cumprimento dessa meta concorrerão medidas compartilhadas pelas secretarias de educação do município e do estado. Logo, no site do município haveremos de achar (espalhadas, para nosso infortúnio) as resoluções de iniciativa da secretaria de educação do município e no do estado, da secretaria de educação do estado, o que nos dificultará a visão do todo, da cidade como um todo, o que na verdade é o que nos deve interessar até 2024. Por que não concentrarmos então os normativos (e os planejamentos?) em um único local, facilitando-nos a visão da cidade como um todo? Na página do Conselho de Educação no Portal dos Conselhos?
    Em http://conselhos.piracicaba.sp.gov.br/cme/ , professor Ely Éser?

  2. Carlos Henrique Tretel permalink
    dezembro 10, 2014 10:16 pm

    1- Hoje, 11, é dia de reunião ordinária do Conselho Municipal de Educação de Piracicaba, razão pela qual (caro colaborador do De Olho nos Conselhos) compartilho com você a pauta da reunião (1) que recebi por e-mail do próprio CME-Piracicaba, ao qual novamente agradeço, agora publicamente.

    (1)

    CONVOCAÇÃO REUNIÃO ORDINÁRIA

    Convocamos os Membros Titulares e Suplentes do Conselho Municipal de Educação, a comparecerem no dia 11/12/14 (quinta-feira), às 18h00, para Reunião Ordinária, que será realizada na Sala do Conselho Municipal de Educação, no térreo do prédio anexo, com entrada pela Rua Cristiano Cleopath, 1902 – Bairro dos Alemães.

    Pauta:

    1. Expediente

    • Verificação de quórum;

    • Aprovação da Ata da Reunião anterior;

    • Justificativas de falta;

    2. Ordem do Dia

    • Plano de Ação

    • Relatos dos CGC / PME

    • Calendário CME de 2015

    • Encontro Estadual UNCME – Tema

    • GT Contas

    • Informes.

    Contamos com sua presença.

    Atenciosamente

    Sandra Helena Perina
    Presidente CME

    2- E como iniciei pesquisa sobre o pensam e fazem as cidades educadoras, compartilho também com você o vídeo da entrevista concedida pela arquiteta Irene Quintáns ao programa Cidadania da TV Senado na semana passada. Assunto: CAMINHO ESCOLAR. Acesse http://www.senado.leg.br/noticias/tv/programaListaPadrao.asp?ind_click=1&txt_titulo_menu=Cidadania&IND_ACESSO=S&IND_PROGRAMA=S&COD_PROGRAMA=7&COD_VIDEO=382187&ORDEM=0&QUERY=&pagina=1
    Até porque nos encontramos a escrever o nosso Plano Municipal de Educação, parece-me bem apropriado que pensemos sobre como levar nossas crianças à escola. É possível (e desejável) agregar valor educativo a esse importante momento? Para a melhoria da mobilidade urbana seria interessante desenvolver, enquanto política pública, essa ideia?
    Prestemos atenção ao que tem a nos dizer Irene. E não nos esqueçamos de acessar interessantíssima dica que ela nos passa, site de sua autoria, salvo melhor juízo, em que ela compila experiências exitosas por esse mundão afora. É o http://www.redocara.com .

    3- Complementando o relato que fiz da reunião do CME-Piracicaba do mês passado, informo que a Uncme aprovou a Carta de Manaus, documento final do XXIV ENCONTRO DA UNCME, realizado também no mês de novembro. Acesse http://www.uncme.com.br/upload/galeria/1827/CARTA%20DE%20MANAUS%20-%20UNCME%202014.pdf

    4- Por fim, aproveito a oportunidade para repassar mais uma interessantíssima dica, agora do jornalista Gabriel Salgado, do De Olho nos Planos, a plataforma http://www.rededeolhonosplanos.org.br.
    Como explica o próprio Gabriel, “atrelando recursos de plataformas de educação à distância com a agilidade das redes sociais, a Rede De Olho nos Planos foi construída com o objetivo de apoiar a comunicação, a troca de informações e experiências e promover um espaço formativo para seus participantes. Lembrando que a Rede não é apenas para gestores, mas sim para toda a comunidade escolar!”

    Grato pela dica, Gabriel. Navegarei um pouco por lá. E depois, se me permite, voltaremos a conversar. De antemão, se me permite ainda, deixo o convite para que você nos conte, se possível por aqui mesmo, pelo De Olho nos Conselhos, como foi a participação do De Olho nos Planos no XXIV ENCONTRO DA UNCME em Manaus, em que vocês participaram da MESA PLENÁRIA 1 – A PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE NA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE EDUCAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA DE ESTADO PARA A EDUCAÇÃO BRASILEIRA, http://www.uncme.com.br/upload/galeria/1677/XXIV%20ENC%20ONTRO%20NACIONAL%20DA%20UNCME%20PROGRAMA%C3%87%C3%83%20O%20FINAL%20DV.pdf . Como foi a receptividade da proposta da Ação Educativa, Gabriel? A ideia De Olho nos Planos está sendo bem aceita? Vamos conversar sobre isso por aqui, pelo De Olho nos Conselhos?

  3. Carlos Henrique Tretel permalink
    dezembro 13, 2014 1:52 am

    Caro colaborador do De Olho nos Conselhos, estou a escrever o relato da última reunião ordinária anual do Conselho Municipal de Educação de Piracicaba, CME-Piracicaba, realizada na quinta-feira passada, 11, durante o qual (entre outros assuntos querelantes) a conselheira Solange Prado Castel falou de sua participação em encontro promovido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado de São Paulo (Undime) no início deste mês de dezembro na cidade de Jaú-SP.

    Estou a procurar informações desse evento em http://www.undime-sp.org.br , forma até de ilustrar o relato que faço, sem prejuízo de eventual colaboração da própria conselheira Solange, a quem envio cópia desta mensagem, mas, até o momento, nada foi publicado por lá sobre o encontro. Fique à vontade para colaborar conosco, prezada Solange, enviando-nos mais detalhes sobre o encontro, dos mais interessantes ao que me pareceu, se me permite a observação, a julgar por sua fala. Compartilhe conosco, pois, um pouco mais sobre o que se discutiu durante o encontro. Se possível.

    Especialmente sobre o momento em que se falou sobre o plano estadual de educação (PEE). Estavam presentes em Jaú, se entendi bem, Solange, os professores Fábio Augusto Negreiros (Dirigente da Diretoria de Ensino da Região de Piracicaba) e Sebastião Ferreira (avaliador técnico do SASE/MEC) que participaram os representantes do polo 11 da Undime acerca da elaboração do PEE, fundamental (bem sabemos) para a articulação com/para os demais planos, nacional e municipais.

    Alvissareira a notícia, sem dúvida. Mas cercada de falta de transparência (não sua, Solange, longe disso) do processo de elaboração do PEE como um todo. A questão é que encontrar notícias robustas sobre o plano estadual de educação é muito complicado, muito difícil mesmo, pois não há um site que (de fato) aglutine todas elas. As notícias (poucas e mui sucintas, mal traçadas linhas, aliás, como diriam os antigos) se encontram espalhadas pelos mais diversos lugares. Dificultando assim (não sei se você concorda quanto a isso comigo, Solange) o monitoramento do PEE, quer seja de sua escrita ou de sua implementação. O processo como um todo (elaboração e implementação) fica comprometido. Impossível até de se monitorar. Preocupação (pertinente, se me permite a observação) que percebi em você durante a reunião. Compartilho de sua angústia quanto a isso, se me permite mais essa observação.

    De todo modo, Solange, não nos deixemos desanimar. Muito pelo contrário.

    Fiz, assim, algumas pesquisas e, depois de muito procurar, encontrei referência explícita ao PEE lá pelos lados da Diretoria de Ensino – Região de Piracicaba. Em http://www.derpiracicaba.com.br/system/app/pages/search?scope=search-site&q=undime&offset=10 . Basta abrir o documento 0183 – 01.10.2014.pdf — que, diga-se de passagem, nomeado desse jeito se manterá eternamente perdido (ou escondido?) entre os mais diversos assuntos — e você terá acesso à Resolução SE 51, de 30 de setembro de 2014, que institui instância especial para elaboração e implementação do PEE que, no limite, é (acredito eu) o que fundamenta e anima encontros como esse do qual você participou em Jaú, Solange.

    Já pelos lados do SASE/MEC, encontrei referência explícita ao PEE em entrevista (https://www.youtube.com/watch?v=DPNGnOXIGww&list=UUS47RPbbStsx1ZzLygZ7AYQ ) concedida pelo próprio avaliador Sebastião Ferreira ao meu (nosso?) representante na Comissão Geral Coordenadora ( http://www.educacao.piracicaba.sp.gov.br/site/todas-as-noticias/1439-secretaria-de-educacao-elegeu-parte-da-comissao-geral-coordenadora-do-plano-municipal-de-educacao.html ) encarregada da escrita do plano municipal de educação (PME) de nossa cidade. Assim sendo, encaminho cópia desta também a ele, professor Ely Éser, a fim de que (uma vez que ele talvez mantenha ainda algum contato com o entrevistado) alguma contribuição ele também nos possa oferecer, a fim de que o que venhamos a publicar no De Olho nos Conselhos tenha mais substância.

    Fique à vontade também, pois, professor Ely Éser, para colaborar conosco, trazendo-nos novas notícias sobre o PEE, quiçá nova entrevista com o avaliador do SASE/MEC.

    Por ora, vamos Solange e eu (se você me permite assim dizer, Solange) buscando entender melhor o encontro realizado em Jaú que, não fosse o histórico de PEE deixados ao longo do caminho que o Estado de São Paulo acumula, deveria nos alegrar ao extremo. No entanto, dado ao referido histórico, contenhamos um pouco nossa alegria, e, até por causa dele mesmo, mobilizemo-nos para que as condições objetivas para monitoramento do PEE (que, ao que parece, se apresenta ou se insinua) sejam construídas.

    Para isso, acredito que a construção de uma plataforma semelhante à sugerida pelo De Olho nos Planos da Ação Educativa ( http://www.rededeolhonosplanos.org.br ) seja necessária. De Olho no PEE ou algo semelhante ?

    (…)

    Deixo aqui um espaço aberto (um parênteses) para sua participação, Gabriel, do De Olho nos Planos, a quem encaminho cópia desta também. Fique à vontade para participar conosco também aqui deste debate, se assim desejar.

    (…)

    Pois (voltando ao debate local) é impressionante a dificuldade que enfrentamos, notadamente enquanto sociedade civil, professor Ely Eser e Solange, para nos informarmos de maneira minimamente qualificada sobre o andamento da elaboração do PEE.

    Senão vejamos:

    1. O site do Fórum Nacional de Educação tem uma aba específica para mostrar a situação dos planos estaduais de educação. Se clicarmos no campo reservado para as informações de nosso estado, veremos ainda hoje registrada (em http://fne.mec.gov.br/94-uncategorised/foruns-estaduais-de-educacao/715-sao-paulo-planos-educacionais) a seguinte informação “São Paulo – Planos Educacionais

    São Paulo não possui Plano Estadual de Educação. Em 2011, o Fórum Estadual de Educação preferiu esperar a sanção do Plano Nacional de Educação para construir, então, o Plano Estadual. Após a aprovação, no final do primeiro semestre de 2014, FEE constituiu três Comissões: uma para diagnóstico, uma para discutir o financiamento da educação no estado em regime de colaboração e a terceira para elaborar propostas. Porém, após uma reunião com a se tomou a decisão que o FEE não elaboraria o Plano Estadual de Educacional. Mas, esta decisão terá que ser revista, pois segundo o regimento a determinação é que o Fórum Estadual de Educação é responsável por elaborar o Plano Estadual” ;

    2. O site da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, http://www.educacao.sp.gov.br, traz (salvo melhor juízo) informações defasadas quanto às reuniões ordinárias do Fórum Estadual de Educação de São Paulo (FEE-SP), o qual, segundo a notícia veiculada pelo FNE acima transcrita, seria o encarregado de elaborar o PEE paulista. Há registro apenas e tão somente de duas atas de reuniões antigas, realizadas em agosto de 2013, conforme se pode ver em http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/538.pdf
    e http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/539.pdf

    documentos sem dúvida alguma da maior importância mas que, convenhamos, não compartam certamente (longe disso) todas as articulações feitas ou que se encontrem em andamento para o que foi anunciado em Jaú, divulgação do PEE ou atividade que a possibilite no limite.

    3. O site do Conselho Estadual de Educação, http://www.ceesp.sp.gov.br, faz referência explícita ao PEE em notícia de poucas palavras divulgada no dia 20 de outubro de 2014 em http://www.ceesp.sp.gov.br/comunicado.php?id=296 , em que faz referência a uma Sessão Extraordinária específica para tratar do assunto PEE, bela oportunidade que tivemos, se me permitem a passageira observação, se gravada fosse a referida sessão, para que tivéssemos notícias encorpadas, substanciosas, sobre o PEE. Se gravada fosse a referida sessão extraordinária e disponibilizada, logicamente, no site do CEE-SP. Logicamente. No entanto, sequer a ata da reunião consegui encontrar até o momento. Ao meu pedido de informações em http://iage.fclar.unesp.br/ceesp/cons_ava.php (em atos do conselhos) obtenho a informação de que “nenhum ato foi encontrado com as informações requisitadas” . Será que estou a pesquisar certo por lá quanto a isso?

    Aguardo, pois, ajuda de vocês quanto a isso também.

    E peço aos demais conselheiros de educação, aos quais também encaminho cópia desta mensagem, que me informem por gentileza, se possível, o endereço eletrônico do professor Fábio Augusto Negreiros, a fim de que eu o acrescente à lista de e-mails para os quais encaminho mensagens regularmente, favorecendo assim melhor interação entre nós todos.

    Peço, ainda, agora ao professor Ely Éser, semelhante contribuição, de maneira que nos seja repassado, também por especial gentileza, e se possível logicamente, endereço eletrônico do avaliador Sebastião Ferreira, para o mesmo fim.

    Quanto ao mais, Solange, conto com sua valiosa ajuda, para que nossos colaboradores do De Olho nos Conselhos se encontrem, de imediato, melhor informados e, a longo prazo, participantes de dinâmica que possibilite que monitoremos de fato o PEE que ao que parece (assim desejamos) vai de fato ser (ou já foi?) elaborado. Elaborado ou divulgado, Solange? O que o pessoal lá em Jaú disse de fato? O PEE já se encontra pronto? Ou será tornado público apenas e tão somente em breve? Ou terá início em breve a sua elaboração?

    Sequer isso para mim se encontra claro. Ficou claro para você isso lá em Jaú, Solange?

    De toda forma, Solange, grato antecipadamente por eventuais colaborações. Grato também ao professor Ely Eser e aos demais conselheiros de educação. Um bom final de semana a todos.

    Um abraço, Carlos Henrique Tretel – correspondente voluntário do De Olho nos Conselhos, http://www.deolhonosconselhos.wordpress.com .

  4. Carlos Henrique Tretel permalink
    dezembro 14, 2014 9:44 pm

    Caros colaboradores do De Olho nos Conselhos, acabo de enviar e-mail aos membros efetivos da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, quais sejam, adilsonrossi@al.sp.gov.br, ademarchi@al.sp.gov.br, betotricoli@al.sp.gov.br, bruno@brunocovas.com.br, carlosgiannazi@uol.com.br, deputadoneder@al.sp.gov.br, eferrarini@al.sp.gov.br, lecibrandao@al.sp.gov.br, mbragato@al.sp.gov.br, rpassos@al.sp.gov.br, telmadesouza@al.sp.gov.br . Compartilho-o, pois, com vocês.

    “Prezados membros efetivos da Comissão de Educação e Cultura da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, bom dia!

    Meu nome é Carlos Henrique Tretel, resido na cidade de Piracicaba – SP e faço atualmente cobertura regular das reuniões do Conselho de Educação de Piracicaba para o blog intitulado De Olho nos Conselhos, http://www.deolhonosconselhos.wordpress.com, iniciativa da ONG Ação Educativa.
    Uma vez que propus recentemente na Rede de Olho nos Planos, http://rededeolhonosplanos.org.br/cafe-virtual/forum-cafe-virtual/apresentacao-e-expectativas-alexsandro , outra iniciativa da Ação Educativa, a criação de uma sala de bate-papo específica para se falar sobre o plano estadual de educação de nosso estado que, ao que parece, se encontra em processo (avançado, salvo melhor juízo) de elaboração, venho pelo presente, mui respeitosamente, solicitar-lhes informações sobre a reunião ordinária agendada para o próximo dia 17, às 14:30 horas, no Auditório Franco Montoro, com a finalidade de ouvir o Excelentíssimo Senhor Secretário de Estado da Educação, Prof. Dr. Herman Jacobus C. Voorwald, conforme comunicado dessa Comissão de 10.12.2014, http://www.al.sp.gov.br/alesp/comissao/?idComissao=12447#noWhere , abaixo reproduzido (1).
    Em especial, quanto a se será ela gravada e disponibilizada posteriormente à sociedade civil através do YouTube, uma vez que certamente o Senhor Secretário demonstrará e avaliará as ações postas em prática pela sua pasta que concorrem para que o Estado de São Paulo elabore e aprove até o meio do ano que vem o seu plano de educação, exigência legal decorrente do Plano Nacional de Educação de nº 2 sancionado em junho deste ano.
    Atenciosamente grato por eventual informação, aproveito a oportunidade para convidá-lo(a) a também conosco participar da Rede de Olho nos Planos, iluminando com seu ponto de vista e, quiçá, decorrentes dicas de leitura as salas de bate-papo que por lá se formam no momento.
    Atenciosamente”,

    (1)

    Comissão de Educação e Cultura

    COMUNICADO

    COMUNICO às Senhoras Deputadas e aos Senhores Deputados abaixo relacionados, membros deste Órgão Técnico, a realização de uma Reunião Ordinária dia 17/12/2014, quarta-feira, às 14:30 horas, no Auditório Franco Montoro, com a finalidade de ouvir o Excelentíssimo Senhor Secretário de Estado da Educação, Prof. Dr. Herman Jacobus C. Voorwald, que prestará contas do andamento de sua gestão, bem como demonstrará e avaliará o desenvolvimento de ações, programas e metas afetos a sua Pasta, nos termos do art. 52-A da Constituição do Estado de São Paulo.

    Membros Efetivos Membros Substitutos
    Bruno Covas PSDB Marcos Zerbini
    Mauro Bragato PSDB Welson Gasparini
    Carlos Neder PT Ana Perugini
    Telma de Souza PT José Zico Prado
    Aldo Demarchi DEM Milton Leite Filho
    Beto Trícoli PV
    Edson Ferrarini PTB Campos Machado
    Adilson Rossi PSB Orlando Bolçone
    Carlos Giannazi PSOL
    Leci Brandão PC do B Sarah Munhoz
    Rita Passos PSD Milton Vieira

    Sala das Comissões, em 10/12/2014.

    Deputado Carlos Neder
    Presidente

    Publicar dia(s) 11, 12, 13, 16 e 17/12

  5. Carlos Henrique Tretel permalink
    dezembro 21, 2014 12:10 am

    Olá, Luciano. Prazer em conhece-lo. Tudo bem com você? Espero que sim. Acabo de enviar e-mail para boletimpepb@gmail.com a fim de receber semanalmente o boletim de notícias Pensar a Educação, em Pauta. Acrescentarei também, se me permite, o seu e-mail pessoal à minha (nossa?) lista de e-mails de pessoas e entidades com as quais interajo (imos?). Tudo bem?
    E aproveito, se me permite, para compartilhar de pronto com o amigo Alexsandro Santos, da Rede De Olho nos Planos, http://rededeolhonosplanos.org.br/cafe-virtual/forum-cafe-virtual/apresentacao-e-expectativas-alexsandro , e com os colaboradores do De Olho nos Conselhos, https://deolhonosconselhos.wordpress.com/2014/12/04/conselho-municipal-de-educacao-de-piracicaba-destaca-participacao-de-conselheiros-na-elaboracao-do-plano-municipal/#comments , com os quais interajo (imos?) , o interessantíssimo artigo que já de partida tive a oportunidade de ler em http://www.pensaraeducacaoempauta.com/#!a-conae-e-o-plano-/cfg9 , A CONAE e o Plano Nacional de Educação. Interessou-me sobretudo a passagem que faz referência a disposição identificada na Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (SASE) do MEC para que tenhamos avanços significativos no estabelecimento do Sistema Nacional de Educação, desafio de grandeza considerável como bem sabemos. Também identifico essa disposição por estas terras paulistas. Algo de novo, pois, acontece de fato, para além dos discursos de intenções, na dinâmica de aprimoramento do regime de colaboração entre os entes federativos.
    Acompanhemos, portanto, essa novidade.
    Aqui na região de Piracicaba tenho conhecimento de interessante trabalho https://www.youtube.com/watch?v=DPNGnOXIGww&list=UUS47RPbbStsx1ZzLygZ7AYQ de articulação desenvolvido pelo avaliador técnico do SASE-MEC e supervisor da rede estadual de ensino Sebastião Ferreira, a quem encaminho cópia desta mensagem. A única crítica que tenho a fazer ao trabalho desenvolvido pelo Sebastião, enquanto artífice do diálogo entre o que se discute e planeja no Plano Estadual de Educação e nos Planos Municipais de Educação dos Municípios da Região de Piracicaba, é a inexistência de um espaço-tempo específico para o compartilhamento das ações e das agendas de que tem ele (até por dever de ofício) conhecimento, um site que possibilite o diálogo permanente (razão pela qual mostrar-se-á ele mesmo gradualmente melhor e envolvente) entre todos os interessados no êxito da escrita responsável de todos os planos. Interessados entre os quais nos incluímos certamente, Luciano e Sebastião.
    Pois bem. Fico feliz, Luciano, por você também imaginar o espaço-tempo da Rede de Olho nos Planos providencial nesse sentido, de possibilitar a interação entre os mais diversos atores do momento em que se escrevem planos, em que se compartilham muitos sonhos mas incalculáveis angústias também.
    De minha parte, gostaria muito que você participasse conosco do planejamento do fórum de discussão idealizado pelo amigo Alexsandro , da Rede De Olho nos Planos. Vamos ao trabalho por lá? Ou melhor, por lá também?
    Aproveito para reiterar convite que fiz recentemente nesse sentido ao Sebastião, para conosco também participar da Rede De Olho nos Planos, oportunidade excelente, acredito, para que interagindo fomentemos a mobilização social de que precisamos para efetivamente mudar a cara da educação deste nosso país, tal como você mesmo nos adverte no vídeo em referência, em que se veicula seus sonhos e angústias ao Pensando Educação, Sebastião.
    Vamos todos, pois, Luciano, Sebastião, Alexsandro & Quem mais Chegar, exercer, poderíamos assim dizer, a guarda compartilhada do De Olho nos Planos?
    Um abraço a todos. E se não nos falarmos mais por este final de ano, boas festas a todos.

  6. Carlos Henrique Tretel permalink
    fevereiro 2, 2015 12:55 am

    EDUCAÇÃO: PRIORIDADE DAS PRIORIDADES?
    Caro colaborador do De Olho nos Conselhos, http://www.deolhonosconselhos.wordpress.com, e do Pensar a Educação, http://www.pensaraeducacao.com.br, que tal (até para que discutamos estratégias que, no limite, nos possibilitem monitoramento regular e eficaz dos planos de educação que, no limite ainda, nos acenam a possibilidade de novos e melhores dias para a educação) você participar conosco da REDE DE OLHO NOS PLANOS?
    Esteja, pois, convidado.
    Por uma participação que faça dos Planos de Educação um avanço na garantia de direitos!
    PARTICIPE DA REDE DE OLHO NOS PLANOS!
    Para iniciar a sua participação, acesse http://www.deolhonosplanos.org.br, cadastre-se e siga até a comunidade Café virtual. Lá você conhecerá os (as) demais integrantes desse fórum virtual e terá a oportunidade de se apresentar e relatar suas expectativas em participar desta Rede.
    Em seguida, entre nas comunidades que mais o (a) interesse e contribua com o debate. Entre, conheça e contribua para essa grande mobilização nacional em prol de Planos Municipais e Estaduais de Educação Pra Valer!
    A gente se vê por lá. Até breve.

  7. Carlos Henrique Tretel permalink
    fevereiro 4, 2015 1:01 am

    Acabo de receber, gente, mensagem da Rede Social Conae da maior importância, razão pela qual compartilho-a (1). Aproveito-a para ampliar convite (2) à participação na interessantíssima Rede De Olho nos Planos. Até lá.
    (1)
    De Rede Social da CONAE

    Para catretel@ig.com.br

    Assunto Ação da Cidadania Contra a Miséria e Pela Vida fez uma postagem no mural da conferência livre A CONAE e o Sistema Nacional de Educação: em busca de consensos

    Olá !

    Ação da Cidadania Contra a Miséria e Pela Vida fez um comentário no mural da conferência livre ‘A CONAE e o Sistema Nacional de Educação: em busca de consensos’.

    Comentário:
    PNE e os PME, PEE, PDE: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21069
    um conjunto de prazos e procedimentos que orientam derivações organizativas para a EDUCAÇÃO.

    Você também poderá ler o comentário clicando no link abaixo:
    http://redesocialconae.mec.gov.br/index.php/groups/viewgroup/10805-a-conae-e-o-sistema-nacional-de-educacao-em-busca-de-consensos

    Tenha um bom dia!
    Este e-mail foi enviado por Carlos Henrique Tretel (catretel@ig.com.br).
    Se você não quiser mais receber e-mails de Rede Social da CONAE, clique AQUI para cancelar.
    CONAE 2014

    (2)
    Grato, Ação da Cidadania, por compartilhar essa matéria que, para mim, traz como grande surpresa a notícia de que Plano de Educação do Estado de São Paulo já conta com diagnóstico feito. Só se tiver sido elaborado um diagnóstico secreto, à portas fechadas, pois, de forma democrática e transparente, não há registro (que eu saiba) disso. Mato Grosso do Sul, por exemplo, sobre o qual a matéria traz alvissareira notícia, contou e conta com um site do Fórum Estadual de Educação para compartilhar o que já se passou (constituição de comissão organizadora, diagnóstico da situação, elaboração do documento-base, realização de consulta pública, elaboração e aprovação e sanção de projeto de lei) bem como o que virá (o monitoramento do plano). Para aprendermos como se faz (isso se de fato quisermos conhecer, entre poucas outras disponíveis, essa história de sucesso em curso) é importante que acessemos o site http://www.mec.gov.br , cliquemos no atalho para o Fórum Nacional de Educação (http://fne.mec.gov.br/index.php) , escolhamos depois o link para os Fóruns Estaduais de Educação, onde encontramos ( se clicarmos no atalho para o Estado de Mato Grosso do Sul) o link para o Fórum de Educação do Estado daquele estado, https://sites.google.com/site/forumeducms/ . Por outro lado, se optarmos por clicar no atalho para o Fórum de Educação do Estado de São Paulo, nada encontramos, infelizmente, a não ser uma melancólica mensagem de erro atrelada ao site da Secretaria de Estado da Educação do Estado de São Paulo, http://www.educacao.sp.gov.br/error404.php .
    Podemos concluir, pois, que se trata de um diagnóstico no mínimo pouco, mas muito pouco mesmo, participativo, tal como se tentou fazer o plano de educação neste Estado de São Paulo no início deste século, sem transparência. À época, em 2003, o então deputado estadual Carlinhos de Almeida e o poder executivo de então apresentaram cada qual o seu plano. O do deputado foi apresentado na forma de substitutivo. Nenhum dos dois planos foi à frente. Não deram em nada. E parece que, aqui no Estado de São Paulo, ainda não aprendemos como se faz um plano de sucesso. E de acordo com o que determina a legislação, com participação social e transparência.
    Mato Grosso do Sul nos ensina, no entanto. Teremos humildade para aprender como se faz com o povo mato-grossense? Espero sinceramente que sim.
    Cadê, minha gente, o site do Fórum de Educação do Estado de São Paulo em que poderíamos, neste exato momento, para o aprimoramento de nosso estado democrático de direito, ler (e todas as implicações que se derivam disso) o anunciado diagnóstico?
    Tenho proposto, até para que assim mais não seja aqui em São Paulo, a discussão deste assunto pela Rede de Olho nos Planos, http://www.rededeolhonosplanos.org.br, na qual já se encontra em curso, aliás, a ideia de formação de um fórum de discussão acerca deste assunto que me traz aqui à Rede Social Conae. Estejam, pois, convidados, brava gente da Ação da Cidadania, para conosco participar da discussão através do De Olho nos Planos (1). A gente se vê por lá.
    (1) Para iniciar a sua participação, acesse http://www.deolhonosplanos.org.br, cadastre-se e siga até a comunidade Café virtual. Lá você conhecerá os (as) demais integrantes desse fórum virtual e terá a oportunidade de se apresentar e relatar suas expectativas em participar da Rede. Entre, conheça e contribua para essa grande mobilização nacional em prol de Planos Municipais e Estaduais de Educação Pra Valer!

  8. Carlos Henrique Tretel permalink
    fevereiro 11, 2015 1:10 am

    Pois é, caro colaborador, para melhor iniciar o exercício de nossa cidadania neste ano de 2015, acabo de enviar e-mail para a presidente do Conselho de Educação de Piracicaba, e-mail esse que compartilho com você, transcrevendo-o logo mais abaixo. Que seja um bom ano de trabalho para todos nós !

    Piracicaba, 11 de fevereiro de 2015

    De: Carlos Henrique Tretel
    Para: Conselho Municipal de Educação (cme.piracicaba.sp@gmail.com)
    A/C de sua presidente, senhora Sandra Helena Perina
    Cópias com: conae2014@mec.gov.br, conferenciaslivres@mec.gov.br, pensar@ufmg.br, contato@deolhonosplanos.org.br, observatorio@acaoeducativa.org (e com você também logicamente)
    Assunto: Solicitação que se faz

    Prezada presidente do Conselho de Educação de Piracicaba (CME-PIRACICABA) , senhora Sanda Helena Perina, bom dia.
    Uma vez que prestigio regularmente as reuniões desse colegiado relatando o que nelas foi tratado nas redes sociais de que participo, aproveitei o início deste ano para fazer uma avaliação sobre a qualidade dos trabalhos que postei na Rede Social Conae (http://redesocialconae.mec.gov.br/index.php/groups/viewgroup/9937-plano-de-educacao-por-que-minha-cidade-ainda-nao-tem-um ) e no De Olho nos Conselhos ( http://www.deolhonosconselhos.wordpress.com) até o final do ano passado, chegando à conclusão de que para melhor elaborar os que farei a partir desta primeira reunião ordinária do ano de 2015 preciso fazer a leitura prévia não somente da pauta das reuniões bem como dos documentos (ofícios recebidos e enviados, pesquisas, estudos, relatórios, propostas, etc) sobre os quais se debruçarão os conselheiros, razão pela qual venho pelo presente, mui respeitosamente, solicitar-lhe acesso a essas leituras, através, preferencialmente, do Portal dos Conselhos, em cujas páginas (http://conselhos.piracicaba.sp.gov.br/cme/ )até o momento, véspera da reunião de amanhã, 12, nada se divulga.
    Certo de poder contar com a sua valiosa ajuda, despeço-me, agradecendo antecipadamente as eventuais e necessárias colaborações.
    Atenciosamente,

  9. Carlos Henrique Tretel permalink
    fevereiro 12, 2015 1:04 am

    PLIN PLIN: PENSAR EDUCAÇÃO COM OS PAIS?
    Prezado colaborador, bom dia!
    Como se pode deduzir de minha última mensagem, gostaria de compartilhar com você ao menos a pauta da reunião do Conselho de Educação de Piracicaba (CME-Piracicaba) que se realizará, salvo surpresa de última hora, hoje (12.02.2015) à noite, mas até o momento ela não dá mostra de existir. Ao se consultar o Portal dos Conselhos, http://conselhos.piracicaba.sp.gov.br/cme/ , não há registro algum dela.
    De toda forma (e ainda que não seja a melhor delas, aquela em que, uma vez feitas as leituras prévias necessárias, o entendimento do que se discute nas reuniões do CME-Piracicaba seja possível ) relatarei em breve para você o que se passará na reunião através da Rede Social Conae (http://redesocialconae.mec.gov.br/index.php/groups/viewdiscussion/9379-cme-piracicaba-poderao-ser-melhores-os-relatos-que-faco-das-reunioes-desse-colegiado-neste-ano?groupid=9937 ) ) e do De Olho nos Conselhos (www.deolhonosconselhos.wordpress.com ) em mais um furo de reportagem deste seu teimoso Repórter Esso (RSRSRS).
    Brincadeira à parte, mas para conservar o bom ânimo e ainda acreditar que um dia de fato a democracia participativa gracejará entre nós, compartilho algumas publicações interessantíssimas relacionadas aos elogios que teci recentemente ao secretário Chalita e ao ministro Cid Gomes por ocasião de seus recentes pronunciamentos que dão conta da intenção deles, se verdadeira, de ouvir a comunidade escolar. Lembram-se daquela mensagem da semana passada em que me referi ao Fórum de Conselhos Escolares de Fortaleza-CE? Pois bem, essas publicações interessantíssimas sobre as quais falo se referem a esse fórum, necessário (como bem atesta o documento elaborado pela Cefisa Aguiar) ao monitoramento dos planos de educação que, por força da Lei Federal nº 13.005 de 25 de junho 2014 que aprovou o Plano Nacional de Educação 2, em breve pipocarão por todo o território nacional.
    Aqui em Piracicaba parece que também temos algo por saltar da panelinha, um grão de esperança, um plano de educação. Pena que elaborado de forma tão pouco transparente e participativa como poderia se dar com o uso das modernas tecnologias da informação e da comunicação à disposição, notadamente do Portal dos Conselhos, ferramenta social interessantíssima, bem planejada mas infelizmente sub-utilizada. Coisas do Brasil? Eu diria que parte constituinte do que chamamos Custo-Brasil que nos leva quase sempre a idealizar muito bem e a executar muito mal. Mas fazer o quê, não é mesmo? A não ser sugerir que assim mais não seja… Afinal de contas, se não era para fazer uso do Portal dos Conselhos, por que empenhamos tempo e recursos (inclusive públicos) na sua construção? O funcionamento da página do CME-Piracicaba no Portal se parece com o do pisca-pisca da árvore de Natal do português que ao ser perguntado sobre o seu funcionamento respondia “agora está, agora não está, agora está, agora não está…” Quanto à página do CME no Portal podemos inferir semelhante desatino (embora não fictício e muito menos engraçado) de que “agora tem postagem nova, agora não tem, agora tem postagem nova, agora não tem…”
    (…)
    Bem, lamentações à parte, voltemos a pensar sobre educação, que isso (e talvez algo mais) podemos fazer. Fazer plano de educação é difícil, não resta dúvida. Mas mais difícil ainda é monitorá-lo democraticamente, você não acha?, razão por que não devemos perder de vista a experiência acumulada do pessoal do Ceará, valorosa gente do Ceará. Será o Ceará? Terra de Chico Anísio e Didi Mocó? Acho que sim. Sem dúvida alguma, acho que é por aí.
    Sugiro, pois, para que pensemos juntos como nos espelharmos na experiência do Ceará para o desenvolvimento de nosso estado democrático, que você acesse as seguintes publicações:
    1- http://conselhosescolaresdefortaleza.blogspot.com.br/
    2- http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cefisa_aguiar.pdf
    3- http://www.sme.fortaleza.ce.gov.br/educacao/files/2012/cartilha_diretrizes__conselho_09-02-12.pdf
    Sobre o assunto, vale a pena ler também PROJETO SOBRE CONSELHOS DE ESCOLA ESTÁ EM TRAMITAÇÃO há SEIS ANOS NA CÂMARA DOS DEPUTADOS (http://www.deolhonosplanos.org.br/projeto-sobre-conselhos-de-escola-esta-em-tramitacao-ha-seis-anos-na-camara-dos-deputados/ ) . Será que os deputados “agora trabalham, agora não, agora trabalham, agora não…?” Para demorar tanto assim… Acho, pensando bem, que é só “agora não”. Assim não é possível !
    Que tal mandarmos então, caro colaborador, alguns e-mails de protestos aos nobres deputados? Seis anos para aprovar uma lei que, se aprovada, não aumentará em um centavo os gastos do poder público? Certamente aumentará sua responsabilidade para com a formação continuada dos conselheiros escolares em exercício ou inicial dos candidatos a conselheiros escolares que aparecerem a partir disso, mas para isso há o Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares (http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12384:conselhos-escolares-apresentacao&catid=316:conselhos-escolares&Itemid=655 ) não é mesmo ? Não há que se inventar a roda ! Felizmente a roda já existe !!!
    Vocês já imaginaram que interessante (e coerente com o Aqui Tem Educação da emissora) o Toni Ramos (dos Amigos da Escola) com 15 minutinhos diários que lhe fossem concedidos pela Rede Plin Plin para explicar aos pais o funcionamento dos conselhos escolares antes da novela das oito? (Durante o intervalo dos jogos do Coringão seria um pouco demais, é verdade, convenhamos. Antes da novela das oito é melhor, é melhor… Ao menos por ora.)
    Aí sim estariam presentes as condições objetivas que possibilitariam que tivéssemos de fato uma educação com a participação dos pais nas escolas, quando esses nas suas conversas diárias se referissem às atividades do conselho escolar da escola de seus filhos como algo tão natural e necessário quanto aos últimos acontecimentos da novela das oito.
    Ou às conquistas do todo poderoso Timão. Tin Tin.

  10. Carlos Henrique Tretel permalink
    março 2, 2015 10:20 pm

    Caros colaboradores do De Olho nos Conselhos, bom dia!
    Passado o carnaval, embora envolta ainda em pesado vendaval, Brasília dá a entender que vai começar a trabalhar. Acompanhemos, pois. Será que o mar está para peixe?
    Veja os destaques das comissões do Senado para esta semana
    Acesse
    http://www.senado.leg.br/noticias/TV/programaListaPadrao.asp?ind_click=3&txt_titulo_menu=&IND_ACESSO=S&IND_PROGRAMA=S&COD_PROGRAMA=51&COD_VIDEO=393987&ORDEM=0&QUERY=&pagina=1
    Desde já, no entanto, resta uma dúvida: o senador Romário já se encontra eleito presidente da Comissão? Ou dar-se-á amanhã, dia 04, a eleição?
    Tal como informado em
    http://legis.senado.leg.br/comissoes/reuniao?12&reuniao=3070&codcol=47

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: